Dez Leis para Ser Feliz

Dica de uma boa leitura é o Livro do psiquiatra e escritor Augusto Cury. Em sua obra “Dez Leis para Ser Feliz  – Ferramentas para Se Apaixonar Pela Vida“, o autor traz uma reflexão sobre o que é realmente ser feliz!

No livro os leitores encontrarão uma verdadeira lição de vida. Augusto Cury comenta sobre vários temas intrigantes na vida de um ser humano. “As Dez leis” citadas na obra foram baseadas no conceito sobre o que é a felicidade e os instrumentos para conquistá-la. Vale ler ou presentear alguém especial 😉

 

 

 

 

Contemplar o belo – Nas pequenas coisas simples e anônimas.

O perdão é a energia dos fortes, e a mágoa, a dos fracos.

A melhor resposta que podemos dar quando estamos tensos é o silêncio.

Liberte-se de suas manias e seja flexível e alegre.

Todos têm uma criança alegre dentro de si, mas poucos a deixam viver.

Gerenciar a emoção – O maior carrasco do homem é ele mesmo, e o mais injusto dos homens é aquele que não reconhece isso.

Se você fugir de suas dores emocionais, elas se tornarão um leão agressivo. Se enfrentá-las, elas se transformarão num animal de estimação.

Gerenciar os pensamentos.

É impossível apagar as angústias, medos, agressividades, pensamentos negativos. Mas isso tudo pode ser reeditado.

Ser feliz não é ter uma vida perfeita, mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância. Usar as perdas para refinar a paciência. Usar as falhas para esculpir a serenidade. Usar a dor para lapidar o prazer. Usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência.

Jamais desista de si mesmo.

Jamais desista das pessoas que você ama.
Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um espetáculo imperdível.
E você é um ser humano especial.
– Augusto Cury